Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito

Acolhimento institucional a crianças e adolescentes, organizado segundo princípios, diretrizes e orientações do Estatuto da Criança e Adolescente. Tem por objetivos: acolher e garantir proteção integral a crianças e adolescentes, de ambos os sexos; contribuir para a prevenção do agravamento de situações de negligencia, violência e ruptura de vínculos; restabelecer vínculos familiares e/ou sociais; possibilitar a convivência comunitária; promover acesso a rede socioassistencial, aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e a ticas publicas setoriais; favorecer o surgimento e o desenvolvimento de aptidões, capacidades e oportunidades para que os indivíduos façam escolhas com autonomia; promover o acesso a programações culturais, de lazer, de esporte e ocupacionais internas e externas, relacionando-as a interesses, vivencias, desejos e possibilidades do publico, alem de preservar vínculos com a família de origem, salvo determinação judicial em contrario; e desenvolver, sobretudo com os adolescentes condições para a independência e o autocuidado (Resolução CNAS N° 109/2009).

Principais Motivos dos Acolhimentos Institucionais

  • Dependência química dos genitores
  • Dependência química das crianças/ adolescentes
  • Deficiência mental dos genitores Maus tratos
    Negligência
    Abuso sexual
  • Abandono
    Violências Domésticas Violência Física

Dr. Alexandre Takashima 

Corregedor da Vara da Infância e da Juventude

“O diferencial deste programa está na qualidade técnica e o olhar de cuidado em relação aos adolescentes e crianças atendidas. O motivo da entrada dessas crianças e adolescentes sempre são motivos traumáticos, por isso a necessidade do serviço de qualidade, não só de boa vontade, mas sim de qualidade técnica e amor. E falar desse programa é falar de amor, é o amor que essa equipe e o CCEA tem para com as crianças. Isso é trabalhar como se fosse uma família, isso é trabalhar o passado, o presente e o futuro.”

 

Não existe nada melhor do que nos sentirmos em casa! Nossos vínculos afetivos e emocionais estão atrelados ao nosso lar. A missão da Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito é dar ou devolver, para todos os nossos acolhidos esse prazer de se sentir em casa. Porque acolher significa cuidar. Quem ama cuida. E quem é cuidado se sente parte de uma história. Queremos que todo jovem e criança tenha o direto da beleza de poder materializar os seus sonhos e objetivos de vida. Para isso não existe preço.

“A Casa de Acolhimento Darcy Vitória de Brito nasceu para devolver a infância, que é o ato da beleza de poder materializar os seus sonhos. E para devolver a beleza da infância de uma criança e a esperança agarrada nos seus olhos, tenho a impressão que não tem preço, do ponto de vista do investimento. A casa é sustentada pelos diversos parceiros e parceiras que acreditam nesse trabalho e na importância de devolver esse sonho concreto. Porque é muito mais importante previnir do que punir depois.”

Padre Vilson Groh

Presidente de honra do CCEA

“Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida”

(Cora Coralina, poetisa brasileira)